Com aumento de casos na pandemia a Taça Cidade em Mantena corre o risco de não acontecer em 2021.

Com a lentidão das vacinas, e com os números de casos da Covid-19 se alastrando a cada dia mais, Mantena corre o risco de mais uma vez não ter a realização da Taça Cidade 2021, competição que já não aconteceu em 2019 agora também pode não ser realizada de novo. A secretaria de esporte andou fazendo umas sondagens para ver quais as possibilidades, mas o próprio prefeito João Rufino entende que este não é o momento para se realizar eventos esportivos com aglomerações. É fundamental se vacinar quando chegar a sua vez e não se esquecer de que, tendo em vista o número ainda limitado de vacinas no mundo, será necessário continuar com as medidas preventivas, evitando que o vírus se espalhe e protegendo, dessa forma, a si e aos outros.

É preciso seguir e adotar uma abordagem do tipo “faça tudo”, incluindo as medidas de proteção: lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou álcool em gel e cobrir a boca com o antebraço quando tossir ou espirrar (ou utilize um lenço descartável e, após tossir/espirrar, jogue-o no lixo e lave as mãos). É importante manter-se a pelo menos 1 metro de distância das outras pessoas. Quando o distanciamento físico não é possível, o uso de uma máscara também é uma medida de proteção. A nível individual, essas medidas de proteção funcionam inclusive contra as novas variantes identificadas até o momento.

Foram confirmados no mundo 107.423.526 casos de COVID-19 (417.768 novos em relação ao dia anterior) e 2.360.280 mortes (12.695 novas em relação ao dia anterior) até 12 de fevereiro de 2021.

Na Região das Américas, 29.677.344 pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus se recuperaram, conforme dados de 12 de fevereiro de 2021.

A OPAS e a OMS estão prestando apoio técnico ao Brasil e outros países, na resposta ao surto de COVID-19.

Os sintomas mais comuns da COVID-19 são febre, cansaço e tosse seca. Alguns pacientes podem apresentar dores, congestão nasal, dor de cabeça, conjuntivite, dor de garganta, diarreia, perda de paladar ou olfato, erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente.