África do Sul sofreu, mas cumpriu sua obrigação e venceu a Namíbia

África do Sul teve uma estreia ruim contra a Costa do Marfim. Perdeu por 1 a 0. Para ter uma boa chance de se classificar às oitavas de final, era praticamente obrigação derrotar a Namíbia, que nunca ganhou um jogo na Copa Africana de Nações, da qual participa pela terceira vez. E continua assim. Com um gol de cabeça, em jogada de escanteio, no segundo tempo, os Bafana Bafana asseguraram a vitória por 1 a 0. 

África do Sul melhor – por exclusão

Como tudo na vida é relativo, a África do Sul foi melhor que a Namíbia no primeiro tempo. Mas não fez muita coisa. Teve mais posse de bola e finalizou sete vezes, embora quatro tenham ido para fora e apenas duas na direção do goleiro Lloyd Junior Kazapua. Aos 17 minutos, Themba Zwane deu o passe de calcanhar para Sibusiso Vilakazi que bateu até que bem. Mas para fora. 

Coitado

Por volta dos 13 minutos do segundo tempo, a África do Sul fez uma boa jogada coletiva. Pressionou a saída de bola da Namíbia, recuperou no meio-campo e acionou Percy Tau, que tabelou com Themba Zwane e recebeu dentro da área. Tau ainda conseguiu o drible, na região da marca do pênalti, e abriu para chutar de perna esquerda. No entanto, caiu sozinho e desperdiçou uma grande chance. 

O gol do alívio

O primeiro gol da África do Sul saiu, finalmente, depois de aproximadamente 160 minutos de bola rolando. Aos 23 do segundo tempo, Percy Tau cobrou escanteio e Bongani Zungu, livre, cabeceou direto para as redes. 

Situação do grupo

A África do Sul somou três pontos, seus primeiros na fase de grupos e empatou com a Costa do Marfim, da qual perdeu na estreia – o que é importante porque o primeiro critério de desempate é o confronto direto. Marrocos lidera o grupo, com seis pontos, e será o próximo adversário dos Bafana Bafana na próxima segunda-feira. Um empate pode ser o suficiente para passar como um dos melhores terceiros colocados. 

Ficha técnica

África do Sul 1 x 0 Namíbia

Local: Estádio Al Salam, no Cairo (EGI)
Árbitro: Issa Sy (Senegal)
Gol: Bongani Zungu (RSA)
Cartões amarelos: Themba Zwane (RSA); Manfred Starke, Larry Horaeb e Deon Hotto (NAM)

África do Sul: Darren Keet; Sifiso Hlanti, Thamsanqa Mkhize (Ramahlwe Mphahlele), Thulani Hlatshwayo e Buhle Mkhwanazi; Hlompho Kekana, Sibusio Vilakazi (Lars Veldwijk), Bongani Zungu (Kamohelo Mokotjo), Themba Zwane e Percy Tau; Lebo Mothiba. Técnico: Stuart Baxter

Namíbia: Lloyd Kazapua; Larry Horaeb, Welwin Hanamub, Denzil Haoseb e Ryan Nyambe; Petrus Shitembi, Deon Hotto, Manfred Starke (Joslin Kamatuka) e Ronald Ketjijere; Peter Shalulile e Benson Shilongo (Isaskar Gurirab). Técnico: Ricardo Mannetti.