Em jogo de arbitragem confusa Real Noroeste se garante na decisão do Capixaba 2019

Real Noroeste e Rio Branco se enfrentaram na tarde deste sábado (13) em Águia Branca, no estádio José Olímpio da Rocha e após muita polêmica, o time merengue conseguiu a classificação para a final. Gol aos 60 minutos, polêmica envolvendo ambulância, pênalti duvidoso e muitas críticas por conta dos riobranquenses. Teve de tudo na classificação do Real. Dentro das quatro linhas, porém, o time conseguiu o placar de 2 a 0 e chega a segunda final de Capixabão consecutiva.

A polêmica começou antes mesmo da bola rolar. Dirigentes do Rio Branco observaram que a ambulância do estádio não tinha desfibrilador e não estava em condições ideais para operar. O grupo de dirigentes avisou ao árbitro da partida, o Sr. José W. Bandeira, que decidiu dar início a partida.

Com a bola rolando o time do Rio Branco teve posse de bola, igualou o jogo contra o Real Noroeste e chegou a ter algumas oportunidades. Tudo ocorria perfeitamente para o alvinegro até os 31 minutos do segundo tempo, quando Maílson, de cabeça abriu o placar para o Real Noroeste. Nesse momento, o duelo seria definido na disputa de pênaltis.

A partir daí, mais polêmica. Aos 46, o Rio Branco chegou ao gol de empate, com Edu, mas o juiz anulou o gol. Logo após, o lance que gerou ira nos jogadores e torcedores alvinegros presentes no estádio. Aos 51, Vitinho se choca com Petróleo na área e o árbitro marca pênalti a favor do Real. No campo de jogo, muita confusão, invasão de campo e reclamação dos jogadores do Rio Branco.

A partida ficou mais de seis minutos paralisada e só aos 60 minutos, Robert cobrou a penalidade e deu números finais a partida. 2 a 0 Real Noroeste e vaga garantida na final para enfrentar o Vitória.

Com a eliminação capa-preta, esse foi o último jogo oficial de Loco Abreu com a camisa do Rio Branco. Ao deixar o gramado, o atacante uruguaio desabafou e fez duras críticas ao futebol capixaba.

“Eu agradeço ao Rio Branco, toda essa experiência, sempre a gente aprende algo, mas para mim acabou. Ainda mais com o futebol capixaba desse jeito. Eu quero jogar futebol profissional em todos os sentidos, mas infelizmente o que aconteceu hoje é coisa de futebol de base. Agora é o momento de descansar, de recuperar junto com a família, faz tempo que não os vejo, e depois da Copa América eu vejo o que virá pela frente na minha vida”, disse em entrevista à Rádio Web Capixaba.

Ele também comentou sobre o lance polêmico do pênalti que deu a vitória ao Real Noroeste. “Tudo isso que aconteceu foi por conta da arbitragem. Passou os acréscimos, foi uma jogada limpa por baixo, todo mundo viu. Os auxiliares falaram para ele mudar a decisão, que não havia sido pênalti e ele falou ‘quem manda sou eu’”, disse Loco Abreu.

Polêmica durante a semana

A diretoria do Rio Branco após o jogo disse que vai recorrer ao tribunal esportivo e a Federação de Futebol para que alguma medida seja tomada em relação a partida ter sido iniciada com a ambulância em condições abaixo do que o exigido, de acordo com os riobranquenses.

Campeonato Capixaba – Semifinal | Volta

Real Noroeste 2 x 0 Rio Branco A.C   

Local: Estádio José Olímpio da Rocha, em Águia Branca

Data/Hora: 13/04/2019, às 15h30

Árbitro: José W. Bandeira

Rio Branco A.C: Alan Faria, Getúlio, Wesley, Petróleo e Guilherme; Dênis Pedra, Canário (Jefferson), João Paulo e Ronicley; Danilo Mariotto (Edu) e Loco Abreu. Técnico: Erich Bomfim.

Real Noroeste: Paulo Henrique, Gabriel Júnior (Iury), Maílson, Tiago Almeida e Geisandro; Igor Pimentel, Leandro Teixeira, Igor Santos (Leandro) e Vitinho; Felipe Linhares (Dinho) e Robert. Técnico: Duzinho.

Público e renda: 2.282 Presentes / R$ 31.850,00

Fonte – ESHOJE